Ano Novo: Estilo e Organização Renovados

Andei bastante sumida nos últimos meses do Blog. E essa ausência se deu por vários motivos: alguns bons como realização de novos cursos, estudos por conta própria, trabalho… Outros nem tanto. Doença, perda de pessoas queridas, cansaço, calor!!!

E esse período de afastamento do site e das redes sociais me fez ver que existem momentos em que precisamos parar para pensar e criar (ou adaptar) algumas direções. Sim, todos nós precisamos e devemos fazer isso com certa regularidade. Inclusive e principalmente, aquelas pessoas que trabalham com organização e consultoria de imagem como eu. Se minha função é entender a necessidade de outra pessoa, levá-la a um autoconhecimento e ajudá-la a facilitar a própria vida, seja tendo tudo mais organizado ou um guarda-roupa coerente com quem se é, eu preciso também estar com a minha percepção sobre quem sou e sobre as minhas necessidades sempre tinindo.

E ao fazer isso me atentei para muitas coisas que compartilho com vocês neste último dia do ano:

  1. A organização e o planejamento devem ser soluções, não problemas. Quando criei o Blog escrevi um Post dizendo como o mesmo funcionaria e a frequência de posts que publicaria semanalmente. Depois me vi sofrendo por não dar conta do que havia planejado. Foi quando percebi o quão exigente estava sendo comigo mesma, além de tola, ao esquecer que a organização e o planejamento têm que trabalhar a meu favor e não contra mim. Se você se programou para fazer alguma coisa e por motivos diversos não conseguiu é hora de rever prioridades, estabelecer novas metas, e se reorganizar. Poucas coisas são definitivas na vida e as que não são não precisam se tornar. Portanto, utilize a organização como ferramenta par melhorar a vida e não como algema.
  2. Pessoas organizadas conseguem aproveitar melhor seu tempo, mas ainda assim não fazem tudo o que desejam. Eu por exemplo não dou conta de fazer tudo o que gostaria, não porque falte ordem e planejamento, mas simplesmente porque falta tempo mesmo. O dia só tem 24 horas e os meus desejos e anseios são infinitos. Como diz Djavan, “Nem que eu bebesse o mar encheria o que eu tenho de fundo”. Portanto, sempre faltará tempo.  E por mais organizado que se seja não conseguimos mudar isso. Às vezes é preciso entender que, para darmos conta de tudo o que desejamos, precisamos fazer algumas ações com menos frequência do que gostaríamos. Porém, acho que o importante é não deixar de fazer o que nos dá prazer. Ainda que em doses homeopáticas.
  3. Inspiração não vem quando a gente quer. E para escrever aqui no Blog, mais do que vontade é preciso estar inspirada, ter propósito, conteúdo de qualidade. Escrever por escrever não vale a pena. É bacana entender que tem dias nos quais as coisas simplesmente não funcionam como gostaríamos.  E saber que não precisa se desesperar. Vai passar e daqui a pouco melhora e a inspiração (ou aquele outro sentimento ou habilidade que estamos precisando) volta!
  4. Estamos mudando a cada dia e isso não necessariamente é ruim. Apenas precisamos estar muito atentos a nós mesmos para percebermos essas modificações que acontecem. Quanto mais vigilantes estivermos com nossas necessidades e limites, melhor lidaremos com as situações que aparecerem na nossa vida. Um curso novo (como os que eu fiz), conversas, filmes, música, entre tantas outras coisas podem provocar transformações em nós muito significativas. E aí, basta apenas irmos redesenhando os nossos passos, buscando sempre aquelas coisas que agora nos representam melhor e nos auxiliam a vida.

Portanto para 2016, a mudança é que o Blog continuará com os seus temas, só que com a frequência possível. Não prometo datas certas, nem números determinados de posts. Contudo, estarei aqui sempre que estiver inspirada para compartilhar um pouco do que estudo, aplico e vejo no meu dia a dia e no meu trabalho.

E para você que me lê, desejo um Ano Novo cheio de possibilidades: com organização sem amarras, e com muito estilo, o seu é claro, o qual (assim como tudo nessa vida) estará em constante movimento e evolução por todos os dias que virão. Que em 2016 possamos estar sempre nos reencontrando conosco, com a nossa melhor versão!

Mais Informações Sobre o Blog

“Vale o que está escrito.”

Ditado Popular

A apresentação do Blog aconteceu no primeiro post publicado há dois dias. No entanto, acho legal trazer algumas diretrizes que nortearão os textos que trarei semanalmente para vocês. Pois, o combinado não sai caro, não é mesmo?

  1. Não existe verdade absoluta.

Acredito piamente nesta frase. O local no qual se encontram verdades inquestionáveis é o da religião e seus dogmas, e não o da organização e o da consultoria (e mesmo assim, cada religião tem a sua verdade). É claro que existem ideias que são básicas nas áreas tratadas pelo Blog, mas, na maioria das vezes, não posso afirmar categoricamente que tem que ser assim ou assado. Consultoria de Imagem, Organização de Ambientes, Baby Organizer são serviços personalizados, e o que serve para um caso, pode não servir para outro. Portanto, todas as informações sobre essas áreas apresentadas por mim no Blog serão sugestões que foram aprendidas nos cursos e na minha experiência. Mas cada um, individualmente, é que poderá saber se a dica ou reflexão lhe contempla ou não.

  1. Não sei de tudo.

Ainda bem! Se soubesse de tudo a vida não teria a menor graça!! É claro que sei bastante sobre esses assuntos que tratarei no Blog, pois são áreas de formação e interesse (portanto, sigo sempre estudando e aprendendo mais coisas). Porém, tenho ainda muito que aprender, até porque a vida é feita de mudança e evolução. Portanto, podem comentar à vontade e trazer novas informações que tenham. Serão muito bem-vindos!

  1. Existe solução para todos os espaços, corpos e bolsos.

Com certeza! Por isso mesmo, é que tentarei dar dicas e propor reflexões para todo mundo. Esse vai tentar ser o “Blog da Inclusão”, rsrsrs. Então, terá espaço para todos.

  1. O foco do Blog não sou eu.

Existem muitos blogs maravilhosos que tem como objetivo mostrar o look do dia, e os mesmos têm as donas do Blog como referência e modelo, algumas até virando it girls. Acho super válido e bacana, mas não esperem isso de mim, pessoal! O meu trabalho é melhorar a vida das pessoas e os locais nos quais habitam e trabalham, fazer com que economizem ao saberem aproveitar melhor o que têm e o que são, e torná-las mais estilosas, melhor resolvidas consigo mesmas, mais organizadas, práticas, belas e felizes, além de melhores mães e pais! Logo, o meu foco não sou eu. E sim você.

  1. Regularidade dos Posts.

Não tenho como ter uma regularidade muito grande de postagens. Sinto muito! Afinal, a vida contemporânea é agitada e corrida para todos. Mas me comprometo a tentar escrever posts semanalmente, três dias na semana: segunda (organização), quarta (universo materno-infantil) e sexta (moda e estilo) – a exceção está sendo a semana inaugural com posts terça, quinta e sábado. Porém, essa periodicidade é uma previsão. Pode ser que algumas vezes eu escreva mais do que isso (se estiver acontecendo coisas importantes) ou menos (se eu estiver muito enrolada com trabalho e vida pessoal).

  1. Organização e Consultoria de Verdade para Pessoas e Espaços Reais.

Esse é o meu lema! E acho que ele resume bem todos os tópicos acima. Então sejam bem-vindos e aproveitem o Blog.

Observação: No Instagram você encontrará dicas diárias sobre os assuntos tratados no Blog. Passa lá!

“Entrando no Armário” entra no ar

“…tenho uma página em branco…

há tanta coisa a tratar

 há tanta coisa a aprender

o relógio já me disse

nunca olhes para trás

e o ponteiro das horas

insiste em não me deixar em paz…”

Página em branco, Jorge Palma

Começar a escrever um texto é sempre muito difícil, pois enfrentar uma página em branco é um desafio. Principalmente quando esse texto é o primeiro de um blog que está iniciando.  São tantas ideias e pensamentos, tantas possibilidades… Fico sem saber como começar!

Decidi não fugir do lugar comum e nem da boa educação, rsrsrs, e escrevo esse post inicial me apresentando e dizendo a que vim.

Sou Eve Pereira, Consultora de Imagem, Organizadora de Ambientes e Baby Organizer, e decidi escrever esse blog para trazer dicas, reflexões, ideias sobre o universo da moda, da organização, e da maternidade/paternidade que eu amo tanto. Ou seja, compartilhar um pouco do que sei com vocês, trocar experiências e, principalmente, não tentar idealizar nenhuma das três áreas. Dialogar sobre como podemos melhorar a nossa imagem, a imagem da nossa casa e a vida dos nossos filhos sem devaneios, perfeccionismos ou idealismos.  Tudo para pessoas de verdade com casas e filhos de verdade.

A escolha pelo nome do blog é óbvia: em todos os trabalhos que realizo, entro nos armários das pessoas. Porém, muito mais do que entrar nos armários, entro nas vidas, nas personalidades, nas dúvidas e nos desejos. Tento com minha função e conhecimentos tornar a vida das pessoas mais práticas, bonitas, funcionais e estilosas.

Mas, antes de tudo, procuro melhorar a qualidade de vida das pessoas, pois acredito que para tudo aquilo que dedicamos tempo e cuidado desenvolvemos amor. E acho extremamente necessário termos amor por quem somos e pelo que temos. Podemos querer mudar coisas em nós e ter mais bem materiais? Claro! Mas, inicialmente, precisamos gostar do que já existe e acho difícil apreciarmos nossa própria imagem se não cuidamos dela, se não nos importamos com o que vestimos, com a imagem que transmitimos aos outros sobre nós. Assim como penso ser difícil ver na minha casa um lar que eu amo, se tudo nela se encontra bagunçado, fora do lugar, perdido… Será que realmente amo um objeto que nem sei onde está dentro da minha casa? Como amar minha aparência se escolho aleatoriamente a primeira roupa que vejo no armário e não paro para pensar se ela ainda me cabe, me veste bem, transmite um mensagem boa a meu respeito? Se nem no espelho me olho direito, desconheço meu tipo de corpo, meu estilo e fico perdida todo dia ao me vestir quando nada combina com nada, e tenho sempre a impressão de que não tenho roupa, com um armário cheio de peças para vestir? Não consigo imaginar como cuidar de um bebê e educá-lo, se o espaço no qual ele habitará é uma bagunça. Será que é isso que eu quero que ele aprenda comigo?

As relações com nossos armários falam muito da relação que temos conosco e com nossas vidas. Dentro dos armários, encontramos objetos e roupas que revelam muito de seus donos, das suas histórias, do que somos, ou já fomos. É dentro do armário que descobrimos quem somos e quem queremos ser, pois é nele e na nossa casa que guardamos tudo o que temos de mais importante (incluindo nós mesmos!). Fora do armário apenas expomos o que somos. E sair do armário é sim importante, independente da orientação sexual, pois precisamos ser quem somos no mundo lá fora. No entanto, só depois que estiver tudo muito esclarecido e arrumado, aqui dentro…de nós e da nossa casa!

Portanto, a partir de hoje estarei semanalmente na sua vida (se assim você quiser e permitir, né?), e espero que através dos meus posts eu consiga realmente entrar no seu armário, seja para melhorar seu estilo e/ou a organização dos seus objetos; ou ajudá-lo a ter ainda mais prazer nesse universo maravilhoso e desafiador que é cuidar de uma criança.

Abaixo tem o vídeo da música usada na epígrafe “Página em Branco”, de Jorge Palma, para quem já o curte ou para quem quiser conhecê-lo.